Ser Mãe

No nosso "turistando pelo Porto"

Ontem foi Dia da Mãe e eu estava a preparar um post sobre o assunto. Ia começar por dizer que não há uma forma certa ou errada de ser Mãe. Mas, mal acabei de escrever essa frase, vieram-me à cabeça mil e uma histórias que provam que isso não é verdade.


Se assim fosse, não haveria histórias de maus tratos infantis, não haveria crianças abandonadas, não haveria crianças traídas pela pessoa que as deveria proteger e amar incondicionalmente.

E isso fez-me pensar e refletir! Num dia dedicado à Família e à celebração do que nos faz tão felizes, confesso que deixei o post por acabar e fui aninhar-me nos braços dos meus tesouros. Brincámos, fomos a um picnic, corremos, subimos a árvores, fomos à imposição se insígnias do David, enfim, aproveitámos a presença uns dos outros 💝.

Mas hoje decidi regressar ao meu post.
Depois de pensar sobre este assunto, acho que o correto será dizer que, se uma Mãe se preocupa, de facto, em ser boa Mãe, é porque o é. E aí sim, não há uma forma certa ou errada de ser Mãe! Isso não quer dizer que nunca cometamos erros, porque os cometemos. Mas procuramos aprender com esses erros, descobrir novas estratégias, dando sempre o melhor de nós aos nossos Filhos.

O dia de ontem é dedicado a todas essas Mães! Que se preocupam, que erram, que procuram tornar-se pessoas melhores, e que devem viver a maternidade em pleno, com a certeza que estão a dar o melhor de si 💕.

Comentários

Playgroup de Gaia | Dia dos Avós

Posts mais lidos