Coração Rebentado




Na terça-feira tivemos uma pequena crise!
O Miguel trouxe um balão da escola, em forma de coração. E vinha muito feliz com o balão, para mostrar ao Papá. Trouxe-o com muito cuidadinho, para não rebentar. Até que chegámos à garagem e o pior aconteceu: PUM!

Ele ficou desconsolado e chorou desalmadamente 😢.
Com soluços e tudo!

E, enquanto o consolava, com muito colinho e miminho, muitas festinhas, muito "A Mamã está aqui!" e "Eu sei que estás triste!", ia pensando, desejando até, que todos os desgostos dele sejam estes!

Eu sei que não será assim e que não há nada que eu possa fazer sobre isso. Sei que não o poderei proteger dos desgostos que a vida lhe trará. Mas posso desejar que as maleitas sejam deste género, durante muito tempo!

Tenho a certeza que não sou a única, mas, desde que fui Mãe que tenho um medo terrível de que alguma coisa de mal lhes aconteça, me aconteça. Eu sei que não acontece só aos outros! Mas também sei, racionalmente, que não sendo uma coisa que eu possa controlar, não é um assunto com o qual eu me deva preocupar. Mas, como em tantas outras coisas na maternidade, aquilo que, racionalmente, sabemos e aquilo que, de facto, fazemos não são a mesma coisa...

Por isso, enquanto ele chorava a sua perda, de forma tão sentida, eu não pude deixar de sorrir e desejar que, durante muito, muito tempo, todas as suas perdas sejam deste género!

Comentários

Ana Branco disse…
Que desgosto tão grande...
Realmente que todos os desgostos dele tenham a mesma gravidade deste!

Posts mais lidos