Pelo Direito a Amamentar em Público

Este é daqueles temas que não devia ser sequer colocado.

Amamentar um Filho é um ato natural. E não é necessário nenhum refúgio ultra secreto, nem nenhum ambiente perfeito, para que a amamentação aconteça. Porque os bebés não escolhem hora nem local para querer mamar. E não mamam só quando têm fome: também mamam quando têm sono, sede, querem mimo, precisam sentir-se seguros, etc, etc...
É um momento único, entre Mãe e Filho(a), sim, mas não tem de ser privado, mas sim onde a Mãe e Bebé quiserem (e precisarem!).

Assim que vi a notícia do protesto na Argentina, pensei logo na repercussão que teria por aqui, onde ainda circula por essa internet fora, a ideia (ERRADA) de que é proibido dar de mamar em público. Felizmente nunca tive qualquer problema, ou comentário reprovador, sempre que dei, e dou, de mamar em público (e já o fiz em sítios muito públicos...). Mas já ouvi muitos relatos surreais.

E o que mais me preocupa é que as retrições e comentários idiotas partem, grande parte das vezes, e à semelhança do que aconteceu na Argentina, de mulheres. Mães, Filhas, Irmãs, Mulheres! Que deviam ser solidárias, ajudar, proteger as outras mulheres. Que deviam ser capazes de se colocar no lugar da outra, que deviam conseguir perceber que amamentar um Filho não pode, nunca, ser considerado um atentado ao pudor, mas sim um ato de AMOR!

Espero que este protesto na Argentina, sirva para que, por esse mundo fora, onde o tabu e a falta de informação sobre a amamentação ainda é grande, se fale do assunto e mais mulheres percebam que dar de mamar é normal e natural! Façam-no! Em casa, na rua, onde quiserem! Mas façam-no!

Afinal, ainda somos MAMÍFEROS! Por muito que nos tentem convencer do contrário...

EPA/IRENE VALIENTE

Comentários

Playgroup de Gaia | Dia dos Avós

Posts mais lidos