Apoio da CRITICAL Software à nossa petição

No seguimento das notícias, que deram a conhecer a política interna desta empresa, de dar mais dois meses de licença de maternidade às suas colaboradoras, e que vai precisamente ao encontro do que pedimos na nossa petição, decidi contactá-la para que apoiassem, também, a nossa petição, dando assim, resposta ao apelo ao Tecido Empresarial Português, que lancei recentemente.

A simpatia com que o meu pedido foi recebido pelo Dr. Gonçalo Quadros, CEO da empresa, que imediatamente disse que a CRITICAL Software apoiaria a petição, mostra bem que estamos perante uma empresa que tem consciência da importância que o tecido empresarial tem, na resolução da questão da baixa natalidade em Portugal, e que está disposta a fazer a sua parte.

A medida que implementaram, e que foi anunciada no final do ano passado, enquadra-se na política de responsabilidade social da empresa. A decisão, por mais dois meses de licença, foi tomada para que coincidisse com as práticas de apoio à maternidade “de países mais maduros a este nível, onde os seis meses são considerados o tempo correto”, explicou o Dr. Gonçalo Quadros, ao Jornal Público. Preocupado com "o problema sério da baixíssima taxa de natalidade" que Portugal enfrenta, considera que "cabe-nos a nós dar corpo a estas preocupações”. Apesar de reconhecer que esta medida, já implementada na CRITICAL Software, e que pedimos através da petição, não modifica, por si só, esta realidade, sente que “uma empresa é uma comunidade" e "só podemos ser empresa se formos uma comunidade solidária e cúmplice”.

Resta-me agradecer o apoio e o incentivo dado à nossa petição (e esperar que este exemplo possa ser seguido por mais empresas portuguesas!).


Obrigada por demonstrarem que esta é uma medida possível, também do ponto de vista empresarial J.

http://www.criticalsoftware.com/pt/homepage

NOTA: o testemunho do Dr. Gonçalo Quadro foi retirado da sua entrevista ao Jornal Público

Comentários

Playgroup de Gaia | Dia dos Avós

Posts mais lidos