A Primeira Noite

Finalmente, ganhei coragem para deixar o Rodrigo passar a noite no quarto de dormir, com o irmão.

Apesar de toda a gente dizer que no segundo Filho tudo é mais fácil, a verdade é que só agora consegui passá-lo para o quarto deles (3 meses depois do irmão!).

Uma coisa é verdade: foi menos dramático! Com o Miguel, chorei imenso e passei uma semana a dormir no quarto de hóspedes (que é mais perto do deles), a sentir que estava a abandonar o meu rebento.
Desta vez não. Talvez por ter sido mais tarde. Talvez por já ter visto que com o mais velho correu bem. Talvez por não o deixar sozinho, mas com o irmão...

Mas custou-me muito mais tomar a decisão! Ele já nem cabia no berço que está no nosso quarto...
Provavelmente, o pediatra tem razão, quando fala da influência do susto que o Rodrigo me pregou na forma como eu lido com ele, principalmente no que toca à saúde e segurança!

Eu tenho noção que influencia, e muito! O meu coração continua a acelerar quando ele se engasga; sei que me aflijo demais quando ele fica doente! Mas também sei que já estou muito melhor, que ele já não é aquele bebé indefeso.

Por isso, consegui deixá-lo dormir no quartinho dele, na caminha dele! E ele parece gostar!

Comentários

Playgroup de Gaia | Dia dos Avós

Posts mais lidos