Segundas Impressões

Ontem fomos falar com a educadora do Miguel, para ela ficar a conhecê-lo melhor e facilitar a integração, quando ele começar a escolinha, em Setembro.

Nós já a conhecíamos. Quisemos conhecê-la antes de tomar a decisão final sobre qual o infantário a escolher (e eu escrevi sobre isso aqui).
Continuo a gostar dela: parece meiga, paciente, atenta, preocupada com o desenvolvimento das crianças. Tem um filho pequeno, por isso também é capaz de perceber perfeitamente as preocupações de uma Mãe.

Mas estou com um aperto no coração desde que lá fomos! Já falta tão pouco para ter que "abandonar" o meu anjinho aos cuidados dela! Tenho um nó na garganta só de pensar no primeiro dia de escola! Ele ainda é tão pequenino, tão bebé, tão inocente, tão dependente de mim (ou eu dele...)!

É verdade que sou uma sortuda por só ter de passar por isso agora! Se já me custa deixá-los, tão bebezinhos, na Avó (já começo a pensar que vou ter que deixar o RuRu e a sentir aquele aperto no coração), nem quero imaginar se tivesse que ser no berçário... Mas isso não significa que não custe! Não sei se o facto de eu não ter gostado do infantário tem alguma influência, mas a verdade é que eu me lembro da angústia de quando me deixavam lá... Será que ele vai ser como eu? Espero mesmo que não! Será que se vai dar bem com os outros meninos e meninas? Ele está tão habituado a ser o centro das atenções! Mesmo com a chegada do irmão, continuamos a tentar que ele sinta que tem toda a nossa atenção... Será que ele vai comer direito? E dormir direito? Gostei de ouvir a Carla a dizer que lhe lê uma história antes da sesta, se ele quiser, mas ainda assim... o meu anjinho a dormir sozinho (ok, com mais não sei quantos meninos e meninas e sempre vigiados pela educadora ou pela auxiliar)!

E a lista continua...
Quero mesmo muito que ele goste da escola! E espero conseguir esconder-lhe o quanto me custa deixá-lo lá, como estou ansiosa com o primeiro dia de escola (e todos os seguintes)!

Alguém tem sugestões para ajudar a integração dele e histórias felizes para partilhar?

nota: não sei de quem são os créditos da imagem; uma amiga partilhou comigo e eu resolvi atualizar este post, porque é mesmo isto ;)

Comentários

Posts mais lidos