5 "Nuncas" que a Maternidade Transformou

A Maternidade altera a forma de encarar o Mundo.
Esta é uma daquelas verdades universais que, quem já tem Filhos, sabe ser o mais real possível e, quem não tem, acena com a cabeça, diz um "acredito", enquanto pensa com os seus botões: "sim, claro, como se eu fosse mudar assim tanto"...

Mas, depois nascem os Filhos, e as mudanças vão surgindo, mais ou menos naturalmente e, quando damos conta, já mudámos assim tanto (ou até mais!).

O mais engraçado é que tenho a certeza que todas as Mães se vão identificar pelo menos num ponto. Sim, porque não ficamos todas iguais; pelo menos não em tudo ;)
E as que ainda não são Mães vão pensar: "Sim, claro, mas comigo vai ser diferente!". Por isso desafio-vos a guardarem o link e virem cá dizer como é, depois de terem Filhos ;)

1. Nunca andava sem saltos (e mesmo que ande durante a gravidez, mal a criança nasça regresso logo aos meus sapatos/botas/sandálias).
Na gravidez do Miguel a médica aconselhou-me a deixar de andar saltos altos. Relutantemente, lá fiz a vontade à médica. O argumento do centro de gravidade que muda e podia cair e magoar o bebé, resultou comigo. Que conforto! Até hoje... Simplesmente não me consigo equilibrar em cima de saltos altos, com duas crianças, a mochila com as coisas deles, a carteira e o que mais houver para eu carregar...

2. Nunca vou deixar um Filho meu dormir na minha cama.
E o que eu tenho a dizer sobre isto é: LOL! Não só deixo, como gosto de os ter enroscadinhos, debaixo da minha asa...
E começou antes mesmo de o Miguel ir para o quarto dele. A constatação que esse simples gesto significava mais uma ou duas horas de sono foi determinante (as poucas horas de sono quando eles são pequeninos fazem destas coisas...).

3. Nunca vou ser daquelas Mães que passam a vida a falar das últimas gracinhas dos Filhos.
Pois, claro! Até um blog tenho, para mais tarde recordar...
É irresistível! Mesmo quando sei que não é assunto que interesse particularmente a quem está à minha frente... E acho sempre que as gracinhas dos meus Filhos são extraordinárias e únicas ;)

4. Nunca andava de cabelo amarrado (para quê ter cabelo comprido, se é para o amarrar?).
É simples: é mais fácil amarrá-lo ;)
Seja para tentar evitar que o bebé o puxe, ou para não vir para a frente dos olhos quando estou a brincar com o mais velho... E juntamente com esta, vem toda uma série de alterações em relação à nossa imagem que, pelo menos enquanto eles são pequeninos, não é tão fácil de cuidar (seja por falta de tempo, de paciência, de vontade, ou uma mistura de tudo...).

5. Nunca vou usar a televisão como babysitter.
E depois vem o segundo Filho... E dá tanto jeito quando se tem que dar de mamar ou trocar a fralda ao mais novo, ou quando é preciso fazer o almoço, ou quando a Mamã, simplesmente, precisa de uns momentos de sossego...

E tantos outros "Nunca", convicções intransponíveis, que facilmente deixam de existir. Umas mais existenciais, outras mais do dia-a-dia. Tudo porque aquele pequeno ser passa a ser o centro do (nosso) Universo <3 p="">


Comentários

Posts mais lidos