Turistas @ Lisboa

Eu, o Ricardo, o Miguel, o Rodrigo e a máquina de tirar leite fomos passar uns dias a Lisboa. 

Eu confesso que ainda estive para dizer ao Ricardo que devíamos desistir da ideia. Que andar a passear a malfadada máquina de ordenha, mais os biberões, o detergente e a geleira portátil, não ia ser nada divertido.

Mas a verdade é que a mudança de ares ia fazer-nos bem! Estas últimas semanas têm sido muito cansativas. Por isso lá fomos, com alguns planos na manga.

No primeiro dia, o plano era chegar antes do almoço, almoçar com os meus irmãos, cunhado e sobrinhos, e visitar o Jardim Zoológico. Não conseguimos chegar antes do almoço. Mas a meio da tarde lá nos encontrámos no Jardim Zoológico e ainda deu para ver muita coisa. Por momentos achei que não íamos consegui ver nada. Mal chegámos, levantou-se um vendaval, que mais parecia um mini-tornado que levantou poeira, folhas e afins. E ainda começou a chuviscar. Estava a ver que iam ser os €40 mais mal gastos da minha vida (se quiserem saber como conseguir que as crianças não paguem a entrada, cliquem aqui). Mas, felizmente, a seguir ao espetáculo dos golfinhos (que o Miguel praticamente não viu, porque andava ocupado a fazer dos bancos do recinto, pistas para os cacás...), o tempo melhorou e nós pudemos continuar a nossa visita.


Como não íamos conseguir ver tudo, escolhemos os animais mais populares; os ursos, os leões, os elefantes, as girafas, os macacos, ... O Miguel gostou muito de ver os animais! E o Rodrigo também ;)




Como eu nunca tinha ido ao Cristo Rei, um dos um dos planos para estes dias era ir lá. O nosso plano era ir lá no segundo dia, antes do almoço. E quase conseguíamos... Ou então não!

A minha amiga, máquina de ordenha, avariou e tivemos que andar à procura da loja em Lisboa (fiquei muito satisfeita por ter escolhido um sítio que tem delegações em vários pontos do País). Foi só chegar e trocar, mas já só chegámos ao Cristo Rei depois do almoço (bem depois do almoço...). Quando finalmente conseguimos subir, aquilo estava quase a fechar (que entretanto o Rodrigo teve que comer...). Por isso o segundo dia resumiu-se ao Cristo Rei. E já fomos cheios de sorte ;)



Para o último dia tínhamos planos mais ambiciosos: o Museu dos Coches, o Museu dos Comboios, os Pastéis de Belém. 
E até estávamos a sair do hotel a horas decentes, quando reparámos que tínhamos um furo... Resumindo, enquanto eu estava no bar do hotel com os dois pimpolhos (mais a minha máquina nova a bombar, em pleno bar...), o Ricardo andava a passear, a braços, o pneu furado pelo átrio de um hotel de 4 estrelas... TOP! Só visto :P

Quando finalmente nos despachámos (e não foi mais tarde, precisamente porque o Ricardo andou com o pneu para trás e para a frente), o Miguel já estava a adormecer. Como a ideia de irmos a qualquer um dos museus era para o Miguel ver (e a dormir não ia ver grande coisa), acabámos por desistir da ideia. Mas ainda fomos aos Pastéis de Belém! Estavam deliciosos :)


Moral da história: não são os Filhos que complicam as viagens dos Pais. São os Pais que complicam as viagens dos Filhos ;)

Comentários

Posts mais lidos