Adaptação à Mudança

Eu tenho por hábito ler livros sobre desenvolvimento infantil. Gosto de ter a noção do que eles são capazes de compreender em cada fase, para não me deixar levar pelo "isso é manha", que começamos a ouvir mal eles nascem...

Uma das coisas que tinha lido é que as crianças pequenas procuram na reação da Mãe espelhar a sua própria reação em contextos de mudança. Eu ainda não tinha tido a noção clara de o Miguel fazer isso. Claro que quando está perante uma situação nova, e com a qual não se sente confortável, esconde-se nas minhas pernas ou pede a mão ou colo. Mas ainda não tinha acontecido de ele ficar à espera da minha reação para saber como reagir.

Há dias a Vovó mudou a cor do cabelo. Quando chegámos a casa dela ele ia todo contente a correr para a porta, até que a viu... E não sabia como reagir! Olhava para ela e depois para mim e outra vez para ela e outra vez para mim, a ver qual era a minha reação e se estava, de facto, tudo bem ;)

Queria perceber como devia reagir e, como não sabia, socorreu-se do seu porto seguro, do exemplo que ele considera o melhor do Mundo: a Mamã!

Já viram o peso da responsabilidade?!

Às vezes, na correria do dia a dia, entre fraldas, banhos, biberões, almoços, lanches e jantares esquecemo-nos da importância do nosso comportamento na formação do comportamento deles! De como eles absorvem tudo o que dizemos e fazemos e, muito importante, como dizemos e fazemos.

Estes momentos servem, precisamente, para nos lembrar disso mesmo! 

Comentários

Posts mais lidos