A Segunda Gravidez

Há dias perguntaram-me se a segunda gravidez tinha a magia da primeira.

A verdade é que a magia existe sempre. Ser capaz de gerar um ser é algo que continua a maravilhar-me! 
A principal diferença, para mim, é que o Mundo não pára para poder apreciar cada momento... Ou melhor dizendo, o Mano mais velho não pára porque o Bebé se mexeu, nem decide descansar porque a Mamã tem sono, ou ficar com a mão na barriga a sentir os pontapés, cada vez mais intensos, do Mano Bebé. Para ele a vida continua, a girar ao ritmo dele, e os pequenos e grandes momentos da gravidez não alteram as solicitações dele em relação à Mamã. Esta é uma das consequências de ter "quase gémeos", como o meu sobrinho mais velho, o Diogo, disse quando lhe contámos que o Miguel ia ter um Mano: "A sério? Mas o Miguel ainda é tão pequenino... Eles vão ser quase gémeos!" ;)

Aquele friozinho no estômago da primeira vez que o senti mexer, a emoção a ouvir o coraçãozinho a bater quando vou à consulta e a alegria de o ver na ecografia são iguais :)

O que também é igual, e eu pensei que não fosse ser, é a preocupação constante de saber que está tudo bem. Eu achava que na segunda gravidez ia estar mais relaxada e, por isso, ia conseguir gozar em pleno toda a gravidez, sem a angústia de só saber dele uma vez por mês, nas consultas. Mas não! Continuo a ansiar para que chegue a consulta seguinte para poder ouvir o coração e para saber que está tudo bem! E conto os dias até à próxima ecografia, para o poder ver novamente.

Uma coisa que foi diferente: a ansiedade para descobrir o sexo do bebé. Estava muito mais impaciente para descobrir da primeira vez, do que desta. Não sei explicar porquê, mas é a verdade.

E as ďúvidas e receios também são diferentes. Desta vez já não estão tão relacionados com a nossa capacidade de sermos Pais, mas muito mais de conseguirmos, enquanto Família de 3, acolher o novo membro, sem que o Miguel sinta que nos perdeu de alguma forma e, ao mesmo tempo, dando a possibilidade ao nosso Bebé de ter toda a nossa atenção, como o Miguel teve. A relação deles ocupa grande parte dos meus pensamentos, dúvidas e receios...

De uma coisa tenho a certeza: vai correr tudo bem e que vamos conseguir, a cada momento, dar resposta às solicitações dos Nossos Filhos :)


Comentários

Ana Bela disse…
Sinto-me cada vez mais orgulhosa e descansada, relativamente aos meus netos.
És uma grande mãe, minha filha e tens a sorte de teres ao teu lado um grande pai e marido, com o nome de
Ricardo.
Juntos estão a formar uma bela família. Parabéns!
Carina Pereira disse…
Obrigada Mãe!
Temos os dois excelentes exemplos para seguir :)

Playgroup de Gaia | Dia dos Avós

Posts mais lidos